quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Design do estudo farmacoeconômico

Seguindo os post sobre desenvolvimento de um estudo farmacoeconômico (vide os posts sobre as primeiras etapas no desenvolvimento de estudos), vamos partir para a Etapa 2 no desenvolvimento do estudo de custo-efetividade.

Dentro desta etapa, o primeiro step é simplesmente um aprendizado sobre a doença em questão. O analista deve entender sobre a doença e seu curso e também as potenciais complicações. As principais fontes de informação são:
·         Artigos
·         Textos e livros médicos
·         Diretrizes de prática clínica (estes são ótimos porque sumariza em fluxogramas o fluxo da doença e também o fluxograma de tratamento, contendo quais são as melhores intervenções e práticas clínicas)


O segundo step é desenhar o curso da doença. Pelo menos para mim, fico desenhando mentalmente esse fluxo, mas só quando os coloco no papel, começo a ter idéias mais claras e ver possíveis erros. Com isso, já é possível começar a identificar quais os possíveis dados que serão necessários para começar o estudo.

Exemplo de fluxo da doença em paciente com DPOC

O terceiro e último step desse tópico é listar as probabilidades e custos que serão necessários, a partir do fluxograma obtido no step anterior.


Nenhum comentário:

Postar um comentário